Você sabe o que é dislexia? Já ouviu sobre sintomas? Aproveitando este mês de férias, nós do Colégio Adventista de Vila Yara, gostaríamos de deixar os pais informados de alguma maneira. Nada melhor que um tema relevante, mas que muitas vezes não é citado.  A dislexia é considerado um transtorno especifico de aprendizagem, que resulta também em um déficit no componente fonológico de linguagem. Segundo a Associação Brasileira de Dislexia (ABD), a maior probabilidade de incidência a dislexia acontece nos meninos, com base na ocorrência mundial.

Os primeiros sinais de dislexia são percebidos a partir dos dois anos e meio de vida. (Imagem: Reprodução)

Esta questão do neurodesenvolvimento afeta atualmente 5% das crianças em idade escolar, dificultando e muito todo processo de aprendizagem da criança. A dislexia afeta e influencia diretamente na compreensão da leitura, na formação ortográfica, entre outros.

Se engana quem acha que ao contestar pessoas com este transtorno, acham que as pessoas não são tão inteligentes ou até mesmo um pré-conceito da pessoa é feita. O que Albert Einstein, Pablo Picasso e Thomas Edison tem em comum? Historicamente é comprovado que esses famosos também tiveram dificuldade para aprender a ler e a escrever pelo fato de serem disléxicos.

Nas Crianças, quando mais cedo for constatado, maior será a possibilidade de um estimulo adequado para o sucesso. A procura de estratégias diferenciadas para cada construção dos conceitos da criança, terá uma convicção satisfatória apenas se tudo que for trabalhado junto ao aluno, tiver um grande significado. Aqui no nosso colégio, sempre antes da realização da matrícula é realizado um teste para medir os conhecimentos de aprendizagem e até mesmo para buscarmos identificar alunos com dislexia, para que possamos cuidar da melhor maneira e ensinar com valores eternos sob a vida de cada aluno.

Quer saber mais sobre o assunto e ficar por dentro de eventos e palestras ao redor do país? Acesse o site da Associação Brasileira de Dislexia (ABD), e fique por dentro de tudo!

Somos chamados para criar pontes!

Somos chamados para criar pontes ao invés de muros. (Imagem: Reprodução)